google-site-verification=xvOoNtziHo7ibdiX0YxWJUmQ0khC9cZtJbyLOxgIr6I
 
nestor-barbitta-QhQ4WgX77G0-unsplash (1)
fermin-rodriguez-penelas-r3muakP0QuE-uns
jeison-higuita-lg8lOau0_KA-unsplash.jpg

Buenos Aires

Argentina.png

Buenos Aires é a capital e maior cidade da Argentina, além de ser a segunda maior área metropolitana da América do Sul, depois da Grande São Paulo. Ela está localizada na costa ocidental do estuário do Rio da Prata, na costa sudeste do continente. A conurbação da Grande Buenos Aires, que também inclui vários distritos da província de Buenos Aires, constitui a terceira maior aglomeração urbana da América Latina, com uma população de cerca de 13 milhões de pessoas.

Buenos Aires é a melhor cidade estudantil da América Latina e está entre as 50 melhores do mundo, ocupando a posição 31º no ranking QS de melhores cidades para estudantes morarem. O custo de vida na cidade é alto e acima do restante do país, sendo muito semelhante ao de São Paulo. Entretanto, com a recente desvalorização do peso argentino, recentemente ficou mais barato, para brasileiros, visitarem o país.

A capital argentina possui um ótimo sistema de transporte público que conta com uma ampla oferta de ônibus e metrô, além de oferecer sistemas alternativos de transporte, como bicicletas públicas.

A região central de Buenos Aires é repleta de bons restaurantes com preços acessíveis, sorveterias e padarias tradicionais. Para quem aprecia a vida cultural urbana, há inúmeros teatros, livrarias e cinemas espalhados por toda a cidade e que funcionam até de madrugada.

A temperatura média da Argentina é mais baixa que a brasileira, principalmente nas cidades que estão localizadas ao sul do Brasil, como Buenos Aires. Em relação a alimentação, a base da dieta Argentina é muito semelhante ao sul do Brasil. É repleta de carnes, batatas e doces tradicionais, como churros, doce de leite e sorvetes caseiros.

O processo de ingresso nas universidades argentinas é diferente do tradicional vestibular brasileiro. Para iniciar a graduação em qualquer área, o estudante deve passar por um ciclo básico que ensina conteúdos referentes ao curso que deseja entrar. Esse ciclo básico é obrigatório e o estudante deve ser aprovado até um período limite, que varia de acordo com a faculdade e o curso.

Cada universidade oferece seu ciclo básico, o mais famoso e tradicional deles é o CBC (Ciclo Básico Común), da UBA. Para estudantes estrangeiros, algumas universidades exigem o certificado de proficiência em espanhol com nível B2 entre a documentação exigida para que o aluno possa se matricular no ciclo. Os certificados exigidos podem ser o DELE, o SIELE ou CELU.

O semestre letivo da Argentina é igual ao do Brasil, ou seja, o primeiro semestre começa em fevereiro e acaba em junho/julho, e o segundo semestre começa em julho/agosto e termina em dezembro. Todas estas razões fazem com que mais de 43 mil estudantes brasileiros estejam fazendo intercâmbio em Buenos Aires.